transformamos a vida de milhares de jovens através da educação.

Everton Sabú
Fundador

Junte-se a Nós nesta missão!

Samuel Klein, das Casas Bahia – Histórias inspiradoras

Samuel Klein é o personagem da história motivacional deste post.

Histórias inspiradoras são ótimas ferramentas de motivação. Conhecer a trajetória de empreendedores de sucesso é, mais do que apenas uma curiosidade, mas também um relevante instrumento de aprendizagem. Afinal, ainda melhor do que aprender com os próprios erros é ser capaz de aprender com os erros dos outros.

Se você busca inspiração e precisa de um impulso para arejar sua jornada empreendedora, não deixe de ler o texto até o fim! A seguir, você encontrará detalhes das experiências de Samuel Klein, o criador das Casas Bahia, e entender um pouco mais sobre o legado desse grande gestor. Vamos em frente e boa leitura!

O começo do empresário: a dificuldade da guerra

Nascido em 1923, na Polônia, Samuel enfrentou grandes impasses desde muito cedo.

Quando tinha apenas 19 anos, durante a Segunda Guerra Mundial, sua família foi separada: ele e o pai foram encaminhados a um campo de concentração e então submetidos a trabalhos forçados. A mãe e os cinco irmãos foram levados a um campo de extermínio — e Klein nunca mais tornou a vê-los.

Mesmo imerso a um contexto tão violento e desconcertante, Samuel tinha em si uma vontade inabalável de viver. Esse ímpeto o levou a fugir do campo de concentração, instalando-se em Munique — onde reencontrou o pai, casou-se com Ana e deu os primeiros passos na área de vendas.

A superação e o empreendedorismo

Em 1951, Klein decidiu tentar a vida na América do Sul. Primeiro, aportou na Bolívia, mas ao perceber que o país também passava por uma guerra civil, mudou-se definitivamente para São Caetano do Sul, em São Paulo.

No início, para prover o sustento da família, Samuel vendia itens de cama, mesa e banho em uma charrete. Batia de porta em porta oferecendo os produtos e, quando o cliente se interessava pela mercadoria, mas não tinha condições de adquirir, oferecia facilidades diferenciadas no pagamento. Nascia, então, o formato embrionário do que seria uma das maiores varejistas do país, as Casas Bahia.

As lições de Samuel Klein

Samuel Klein é um exemplo de persistência e superação. Sua trajetória, mesmo que marcada por episódios tristes e violentos, é uma história absolutamente inspiradora.

Dentre as lições desse empreendedor notável, fica difícil selecionar quais são as mais relevantes. Ainda assim, destacam-se:

  • a determinação, que o impulsionou a superar graves impasses, sempre acreditando que o trabalho duro, norteado pela ética, reservaria resultados engrandecedores (e lucrativos);
  • a generosidade, que o tornou referência em consumo para a classe C, que, ainda que tenha menos condições financeiras, deseja ter acesso a produtos de qualidade;
  • a visão de negócios, que sempre o motivou a buscar soluções atualizadas, coerentes às demandas de consumo, e pertinentes ao público-alvo de sua empresa.

Na prática, Samuel Klein podia ser descrito como um empreendedor completo: era focado, resiliente e tinha um olhar humano sobre as relações que construiu, ainda que comerciais. É por isso que foi capaz de edificar um império, e de continuar prosperando sua marca e patrimônio ao longo dos anos.

As Casas Bahia, de Klein, e o mercado brasileiro

Por fim, e não menos importante, é válido congratular a conquista de Samuel Klein, como resultado justo de seus esforços.

As Casas Bahia é referência em varejo para a classe C, acumulando resultados positivos a cada balanço. Em 2014, quando faleceu, Klein havia deixado um império, mas também um legado.

Uma de suas frases mais emblemáticas, e um excelente fechamento para sua história inspiradora, era: “meu lema é confiar. Confiar no freguês, nos fornecedores, nos funcionários, nos amigos e, principalmente, em mim”.

Saber uma das grandes histórias inspiradoras de empreendedores, foi um sopro de vigor e despertou em você a vontade de fazer mais e melhor? Ótimo, cumprimos nosso propósito! Que tal, agora, compartilhar suas experiências e projetos conosco? Deixe seu comentário no post!

Histórias inspiradoras: confira a trajetória de Luiza Trajano

Conhecer histórias inspiradoras é uma excelente forma de aprender e se motivar. Afinal, a vida de um empresário não é nada fácil. Por isso, ao perceber que muitas pessoas já passaram por situações adversas e venceram, conseguimos buscar força para seguir com nossos sonhos.

Neste texto, vamos falar sobre a trajetória vitoriosa de Luiza Trajano, que foi presidente de um dos maiores grupos varejistas do país. Veja como ela superou as dificuldades e hoje é referência internacional em empreendedorismo. Continue a leitura!

Quem é Luiza Helena Trajano?

Luzia Helena Trajano é a presidente do Magazine Luiza, 3ª maior rede varejista do Brasil. Apesar de ser uma empresa familiar, esse não foi o fator que a levou ao cargo. Foi tudo fruto de muito trabalho e espírito empreendedor.

A pequena loja de utilidades teve início em Franca, no estado de São Paulo, com sua tia Luiza Trajano, em 1967. Em 1991 ela assume a presidência. Atualmente, seu filho Frederico Trajano é o CEO e representa a terceira geração da família à frente dos negócios.

Como ela se tornou uma empresária de sucesso?

Vamos conhecer, a seguir, a trajetória da nossa personagem desde os 12 anos até os dias atuais.

De balconista a presidente

A primeira vez em que Luiza se aventurou no balcão da loja de sua tia, tinha apenas 12 anos. Ela trocou parte de suas férias pela oportunidade de ganhar dinheiro para comprar presentes de natal.

Sua paixão pelo trabalho se desenvolveu desde então e, com 18 anos, teve seu primeiro emprego formal na loja. Em paralelo a isso, formou-se em direito e administração. Ocupou quase todos os cargos existentes no negócio até ser convidada para a gestão principal.

Inovação no varejo

No posto maior de liderança da organização, Luiza promoveu grandes feitos. Já em 1992, ela lançou a primeira loja virtual. Em uma época em que a internet ainda engatinhava, ela disponibilizou terminais de consulta para que os clientes, com a ajuda de vendedores, adquirissem produtos que não estavam disponíveis nas lojas.

É de autoria dela, também, a criação da “liquidação fantástica”, uma estratégia para acabar com o estoque no mês de janeiro, que é tradicionalmente um mês com poucas vendas para o varejo. Hoje em dia, essa é uma prática utilizada por vários concorrentes.

Quais são os conselhos que ela dá para quem está pensando em empreender?

O lema de Luiza Trajano é: “Primeiro faça o necessário, depois faça o possível e, de repente, você vai perceber que pode fazer o impossível”. Sendo assim, ela nos ensina que, começando pelo básico, pode-se alcançar grandes feitos.

Como vimos, a Luiza é um grande exemplo de garra e inovação em um setor com tanta concorrência. Isso mostra que, para ser um bom empreendedor, é preciso ousar, ser criativo e não ter medo de arriscar. Com histórias inspiradoras assim, o sonho de ser dono de um negócio fica ainda mais vivo!

E você, conhecia a história dela? Compartilhe este post em suas redes sociais para que seus amigos também conheçam!