transformamos a vida de milhares de jovens através da educação.

Everton Sabú
Fundador

Junte-se a Nós nesta missão!

7 líderes que mudaram de carreira com sucesso

Mudar de profissão é sempre um desafio! Desse modo, não são raras as histórias de líderes que mudaram de carreira e se encontraram na nova vida. Algumas pessoas já sabem, desde crianças, a profissão que gostariam de seguir, muitas acabam seguindo uma tradição de família e outras levam mais tempo para encontrar a carreira ideal.

Nesse sentido, não importa a forma nem o tempo que levou para chegar onde chegou, mesmo pessoas que são profissionalmente bem-sucedidas podem não estar felizes com suas carreiras. Assim sendo, se está insatisfeito com a área em que trabalha atualmente e tem pensado em mudar de carreira, saiba que isso não acontece só com você!

Por isso, neste post, vamos apresentar sete histórias de líderes que mudaram de carreira de forma bem-sucedida, a fim de inspirá-lo. São pessoas que deixaram bons empregos para correr atrás de seus sonhos. Vamos às histórias?

1. Manuela Vilella

Manuela Vilella é do Rio de Janeiro, filha de dentista e começou sua carreira seguindo nessa profissão. Com 4 anos de formada, ela já era uma dentista bem-sucedida trabalhando na Marinha. Apesar de ganhar bem e ter chegado ao topo, em uma conversa com sua mãe, percebeu que não era feliz e que algo precisaria ser feito.

Com o casamento, mudou-se para São Paulo e aproveitou a oportunidade da mudança de cidade para mudar também sua carreira. Conversando com amigos, começou a enxergar novas possibilidades. Assim sendo, resolveu se enveredar pela área da Publicidade.

O período de transição foi marcado por medos e incertezas. Várias vezes ela se sentiu jogando vários anos de estudo e toda uma carreira promissora por água abaixo. Mas teve força e determinação para superar todos os desafios!

Atualmente, é gerente de parcerias no YouTube e está muito mais feliz! O conselho que ela dá para quem pretende fazer uma mudança como a dela é ter, além de foco, de determinação e de maturidade, um bom planejamento financeiro e resiliência durante o processo.

2. Claudia Sender

Claudia Sender é formada em Engenharia Química e começou sua carreira como estagiária na consultoria Brains & Company, na qual ficou por 7 anos. Fez um MBA em Harvard, nos Estados Unidos, e trabalhou por outros 7 anos na Whirpool Latin America, que é a empresa dona das marcas Consul e Brastemp.

Mesmo com toda essa experiência, decidiu mudar até que, em 2011, assumiu como vice-presidente comercial de marketing da TAM. Um ano após a fusão entre a TAM e a LAN, Claudia assumiu como presidente da companhia aérea, que hoje é a maior da América Latina.

3. Jeff Bezos

Jeff Bezos se formou em Engenharia Elétrica e Ciência da Computação em Princeton, uma das mais renomadas universidades norte-americanas. Depois de trabalhar em Wall Street e na Banker Trust, ele resolveu fazer uma viagem de carro atravessando o país, partindo de New York até Seatle.

Durante essa viagem, desenhou o plano de negócios da Amazon.com que, na época, parecia uma ideia absurda. No entanto, hoje em dia, a gigante do comércio eletrônico é uma empresa bilionária que trouxe inovação e mudou o mercado.

 

 

4. Thais Perez

Thais Perez se formou em Publicidade, trabalhou para grandes marcas como Rebook, Microsoft, Fox e Yahoo!, e por mais de 10 anos se manteve no mundo corporativo.

No entanto, eventualmente, acabou achando esse ambiente muito frio e sem propósito, com jornadas cansativas e sem benefícios satisfatórios. Foi então que descobriu a Equoterapia.

Seu grande desafio foi migrar para uma área completamente diferente da sua, na qual não tinha quase nenhum conhecimento. Por isso, ela fez cursos e trabalhou como voluntária para conhecer melhor a rotina da profissão.

Depois de bastante planejamento e estudo, ela montou sua própria estância no interior de São Paulo. Atualmente, oferece métodos terapêuticos e educacionais sobre cavalos com foco em crianças especiais.

5. Jorge Bassalo

Após mais de 25 anos atuando na área da Tecnologia da Informação, Jorge Bassalo fez uma pós-graduação em Comportamento Organizacional e se encontrou na área de Ciências Humanas.

Na época em que tomou sua decisão, sua maior dificuldade foi sair da área de Exatas por causa de seu cargo e de suas responsabilidades. Ele precisou de um período de 2 anos para concluir sua saída da antiga empresa.

Outro desafio foi ter que replanejar suas finanças para conseguir se sustentar até que a nova carreira se estabilizasse. Um ponto que ele destaca como importante nessa transição é fazer alianças (e não passar por tudo sozinho). Além disso, ele sabia bem o que queria e teve foco.

6. Juliane Marinho

Depois de atuar por 18 anos como advogada, chegando a ocupar cargos de diretoria na Odebrecht, Juliane Marinho pediu demissão e passou pelo período de 1 ano de descanso.

Ela se sentia insatisfeita em sua carreira, mas não sabia que rumo tomar. Depois de se envolver em diversas atividades ambientais e sociais, descobriu que tinha vocação para o universo das artes!

No início, ela teve dificuldades em traduzir sua ideia para as pessoas e “vender o seu peixe”, mas com coragem e firmeza montou o espaço colaborativo Petalusa.

Assim sendo, o espaço abriga cursos, workshops e eventos diversos, todos ligados às artes. Hoje em dia, além da administração do espaço, ela ainda ajuda outras pessoas que pretendem mudar suas carreiras.

7. Marcos Amaro

Marcos Amaro é filho do fundador da TAM, o comandante Rolim Amaro, e começou como trainee nessa empresa. Depois de algum tempo, se tornou sócio das Óticas Carol e ajudou a rede a se tornar uma das maiores do Brasil no setor.

Sempre gostou de desenhar, mas nunca tinha encarado isso como uma possível profissão. Teve que vencer suas resistências internas e ganhar coragem para abrir mão de seu sucesso com a rede de óticas.

Além disso, precisou de muita persistência, de determinação e de organização. Ele conta que teve que suportar o julgamento alheio e ser firme na defesa de sua autenticidade.

Como vimos, o sucesso profissional nem sempre significa um bom cargo com um bom salário. A satisfação na carreira vai muito além disso! No fim das contas, é muito mais gratificante trabalhar com aquilo que vai ao encontro dos seus valores e propósitos.

Então, gostou deste post sobre líderes que mudaram de carreira? Aproveite e siga-nos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter ou no Google+ e fique por dentro de todas as nossas novidades!

Trabalho, carreira e profissão: qual a diferença?

Você sabe a diferença entre trabalho, carreira e profissão? Apesar de, geralmente, utilizarmos os três como sinônimos, cada um tem o seu próprio significado. Duas pessoas, por exemplo, podem ter a mesma profissão e seguir carreiras bem distintas.

Ficou confuso? Neste post, explicaremos o conceito de cada um dos termos e ainda daremos dicas para ajudar no planejamento do seu futuro profissional. Continue lendo!

O que é trabalho?

Uma atividade ou conjunto de atividades exercidas por uma pessoa ou um coletivo em prol de um objetivo. Essa é a definição de trabalho. Em uma empresa, por exemplo, é o esforço realizado pelos funcionários de uma organização para desenvolver o negócio. É por meio do trabalho que os indivíduos conseguem se realizar profissionalmente e constroem sua carreira.

Também, é importante diferenciar o conceito de trabalho da definição de emprego, que é uma parte mais burocrática na relação entre o empregado e o empregador. Nele, é celebrado um contrato que determina uma compensação monetária pelas atividades realizadas pelo funcionário. Ou seja, em um emprego, você recebe pelo seu trabalho.

Qual é a definição de profissão?

Quando falamos de profissão, estamos nos referindo ao tipo de trabalho que você decidiu fazer. Para isso, é preciso duas coisas principais: estudo e prática. Ao escolher uma profissão, geralmente, a pessoa determina uma área de atividade em que passará um bom tempo trabalhando e se especializando.

Ter uma profissão permite que você conquiste espaço no mercado de trabalho e tenha uma ocupação que gere renda para suprir suas necessidades. Normalmente, para exercer uma profissão, é necessário adquirir conhecimentos específicos a partir — principalmente — de cursos técnicos ou superiores, assim como vivência naquele campo. Advogado, médico, administrador e professor são alguns exemplos de profissões.

O que é carreira?

Já a carreira é o caminho que você decidiu trilhar em sua vida profissional. Isso envolve suas metas e também os desejos para o futuro. Aqui, é importante frisar que, a partir de uma profissão, é possível seguir diferentes carreiras.

Alguém que fez um curso superior de Administração, por exemplo, pode escolher trabalhar na gestão de uma organização internacional ou seguir a área acadêmica e se tornar professor universitário. Além dessas possibilidades, pode ainda voltar seus conhecimentos para abertura de uma empresa, por exemplo.

A carreira que você vai seguir dependerá do estilo de vida e do tipo de atuação que você deseja ter. Não é obrigatório desenvolver uma trajetória na sua área de formação inicial, é possível, inclusive, mudar de carreira e fazer um novo plano mesmo depois dos 30 anos.

Para direcionar sua carreira, pense no que você pretende conquistar a longo prazo. Reflita quais são suas motivações e o que lhe traria um sentido de crescimento e realização. A partir dos seus interesses e habilidades, você conseguirá definir um plano para sua carreira e manter o foco nas suas metas profissionais.

 

perfil-empreendedor

 

Dicas para fazer um planejamento de carreira

De maneira simples, o planejamento de carreira é um conjunto de objetivos estipulados a partir de uma análise das oportunidades, que incluem refletir sobre o que já foi conquistado até o momento e o que ainda pode ser alcançado.

Para isso, é importante fazer uma reflexão profunda sobre si mesmo e estabelecer metas bem definidas que servirão como um guia para o seu crescimento profissional. Assim, você aumenta as chances de sucesso no campo em que deseja atuar. Confira abaixo 5 sugestões para fazer um plano de carreira eficiente!

1. Conheça seu perfil

Não dá para criar um planejamento sem se conhecer. Invista em autoconhecimento e descubra quais são os seus pontos fortes e fracos. Entenda quais são os seus desejos e perceba quem você é e quem você gostaria de ser daqui a alguns anos. Reflita sobre o seu perfil profissional.

Quais são as suas características? Você tem um perfil empreendedor? Gosta da liderança ou prefere ficar nos bastidores da equipe? Quais são suas principais competências e aptidões? A compreensão de quem você é e o que deseja é fundamental para criar o seu plano de carreira.

2. Defina objetivos

O que você espera do seu futuro profissional? Essa pergunta vai servir de base para começar a planejar sua trajetória no mercado de trabalho. Se você já conhece suas características e sabe onde quer chegar, é hora de determinar seus objetivos.

No entanto, para evitar insatisfação, estabeleça metas realistas e bem definidas. Pense, também, de que forma você pode alcançar os seus objetivos e não esqueça de fazer uma revisão periódica desses propósitos. Às vezes, surgem oportunidades que não imaginávamos e pode ser que daqui a um tempo eles não façam mais sentido. Ainda assim, esses objetivos servem como um guia e lhe ajudarão a continuar focado no que você deseja.

3. Estabeleça prazos

Não basta definir objetivos, você também precisa estipular prazos para conquistá-los. Então, estabeleça datas para a realização de cada meta do seu planejamento. Considere o tempo necessário para alcançá-los e reflita sobre o que você precisará para completar cada etapa.

Para começar, veja quais objetivos só dependem de você e foque suas ações neles. As metas que dependem de outras pessoas podem ser mais difíceis de se tornar realidade, mas não desanime!

4. Adquira habilidades

Agora que você já sabe o que quer, o passo a seguir é descobrir o que é preciso para chegar lá. Quais são as competências necessárias? Existe alguma habilidade que você precisa melhorar? Tem alguma capacidade que ainda precisa adquirir? Falta conhecimento em gestão ou em comunicação? Não sabe alguma ferramenta específica?

Identifique o que precisa aprender e desenvolva as habilidades que são importantes para alcançar o seu sonho. Assim, você estará mais perto de fazer o seu planejamento se tornar realidade.

5. Tenha paciência

Em todo percurso existem obstáculos a serem transpassados. Por isso, mantenha a calma se as coisas não saírem como o esperado. Foque em uma meta de cada vez e não deixe de comemorar suas conquistas. Lembre, também, que fracassos são comuns na carreira de qualquer profissional.

Assim, esteja pronto para os desafios que vão surgir e continue focado no seu plano. Não tenha medo de recomeçar e continuar tentando. Com persistência e um bom planejamento de carreira, é possível atingir os seus objetivos.

Gostou desse texto? Então, assine nossa newsletter e receba conteúdos sobre carreira e profissão diretamente no seu e-mail!